#Educação Financeira
É mãe e quer empreender? Confira 5 dicas para abrir o seu negócio
22 de maio de 2020
Confira 5 dicas para abrir o seu negócio

Você é mãe e anda precisando de ajuda para implementar o seu empreendimento? Quem tem essa jornada e precisa cumprir desafios todos os dias sabe muito bem que nem tudo costuma sair conforme esperado. Às vezes um imprevisto surge no meio do dia e de repente tudo começa a ficar fora de controle, bagunçando toda a nossa rotina. Para as mulheres, que são mães, o desafio de abrir o próprio negócio é ainda maior, porque se tem algo que os filhos precisam é de atenção, e o pedido por essa atenção costuma vir nas horas mais imprevisíveis.    

Por isso, calma! Respire fundo e venha com a gente. Vamos tentar ajudar com algumas boas estratégias para você abrir o seu negócio com bastante foco e organização. Confira 5 dicas para se tornar uma empreendedora que sabe muito bem o que tá fazendo. 

1 – Pesquise e se especialize

Abrir uma empresa é uma tarefa árdua e você precisa de conhecimento para driblar esse desafio. É a hora de se capacitar a fim de enfrentar os erros e acertos de um negócio na prática. Se o tempo é curto, a internet é uma forte aliada com opções de cursos on-line, além dos livros sobre negócios, finanças e empresas. Pense sobre as habilidades que já possui e quais gostaria de desenvolver. Analise o mercado atual, sua região de atuação e o perfil do público que você gostaria de atingir, de acordo com o tipo de produto ou serviço que irá oferecer. 

Lembre-se de que a pesquisa vai ajudar você a ter clareza da demanda real de futuros clientes. Construa um bom networking nesse tempo, troque informações com outras empreendedoras e seja bastante observadora. Quanto mais conhecimento você conseguir absorver, mais expertise terá para desenvolver o crescimento da sua empresa. Use o tempo que for necessário para amadurecer as suas ideias.

2 – Quanto eu possuo para investir?

É muito importante que você calcule o valor que efetivamente possui para poder investir e também ter noção do quanto precisa para capital de giro, que nada mais é que o valor necessário para custear despesas fixas básicas como matéria-prima, luz, aluguel, telefone e salário dos futuros funcionários. Se o seu caso for home-office, dê uma olhada no que comentamos em Mães empreendedoras: os desafios de conciliar a vida pessoal e a vida profissional. 

Você também deve calcular por quanto tempo conseguiria custear tudo isso até o seu negócio começar a dar lucro. Sugerimos o período de 6 meses, por ser um bom tempo de trabalho na prática e também para reforçar a sua confiança. Mesmo que você não tenha como fazer um grande investimento, economize e acredite! Muitos negócios começaram assim e cresceram através da dedicação. A Sicredi Recife possui diversas opções seguras de investimento e ajuda você a escolher a melhor forma de aplicar os seus recursos de acordo com o seu perfil e objetivo de negócio. Se a grana for curta, clique AQUI para saber mais sobre investimentos acessíveis. 

3 – Planejamento 

Planejamento é fundamental para qualquer negócio, mas você já deve saber bem disso. Ele precisa funcionar como um “antecipador de problemas”. Continuar estudando e se manter atualizada sobre como organizar o seu negócio é fundamental, porque é assim que você vai sempre enxergar os prós e os contras de uma decisão, traçar metas, fazer uma boa gestão financeira e continuar se especializando na sua área de atuação. Caso vá começar empreendendo sozinha, procure se profissionalizar como MEI para regularizar o seu negócio e garantir a emissão de notas fiscais. Resolver isso é um dos primeiros passos para ampliar sua possibilidade de clientes.

E para organizar a rotina, as ferramentas são várias: planilhas (se joga no excel, garota), aplicativos para controle financeiro e métodos de produtividade e organização para ajudar você nos corres do dia a dia. Falando mais sobre os queridinhos do seu smartphone, existem muitas opções para facilitar a vida das mamães como o Sortly, Minha Gravidez e Meu Bebê Hoje – BabyCenter e muito outros para você continuar atenta em suas atividades como mãe.

4 – Enxergar as oportunidades

Até mesmo em um momento de crise econômica. A Ambev, por exemplo, passou a produzir álcool em gel por conta da alta necessidade em hospitais da rede pública. Uma empresa responsável pela produção de bebidas há tantos anos enxergou essa necessidade e a possibilidade de fazer a diferença. Olhando para os microempreendedores, muitas pessoas fabricam máscaras de pano em casa mesmo, como forma de obter uma renda extra e de ajudar quem precisa se proteger neste momento. 

Uma empreendedora precisa estimular em si esse tipo de visão e buscar trazer inovação ao seu negócio. O pensamento a longo prazo é característica de quem se organiza e trabalha bem o planejamento.

5 – Estabilidade emocional e rede de segurança

De nada adianta tudo isso se você não cuidar da sua estabilidade emocional, preservando a sua saúde mental. Uma boa rede de pessoas de confiança em sua volta, o papel do pai do seu filho na divisão das tarefas e cuidados diários com a criança e o apoio dos seus amigos fazem toda a diferença nesse momento. Eles serão essenciais para mandar aquela força na hora que você precisar. Fortaleça essa corrente de energia positiva em volta de você e do seu filho e com certeza seus planos irão caminhar com muita garra, criatividade e perseverança. 

E aí, gostou das dicas? Torcemos muito para que você tenha sentido esse conteúdo como um ótimo estímulo para começar a tirar os seus planos do papel. Compartilhe com os seus amigos e mande sugestões do que você gostaria de ler por aqui. Vamos continuar cooperando e cuidando da sua vida financeira junto com você.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

Este texto possui 0 comentário(s)