#Recomendações
Prevenção como um ato de cuidado: 5 dicas para a mulher que coopera e cuida da própria saúde
19 de outubro de 2020

Antes de tudo, você já deve saber que o mês de outubro é dedicado ao combate e à prevenção ao câncer de mama e ao de colo do útero. Desde a década de 1990, o movimento anual do Outubro Rosa tem como principal objetivo conscientizar toda a população sobre a importância do diagnóstico precoce com informação sobre prevenção primária (mudança de hábitos, evitar exposição aos fatores de risco) e secundária (detectar e tratar doenças pré-malignas, como o HPV ou cânceres assintomáticos iniciais).

Mas é importante lembrar que essa luta vale para o ano inteiro e faz parte da vida de todas as mulheres e de todos os homens. Você sabia que, apesar de raro, o câncer de mama também pode atingir aos homens? Toda a população deve ter direito à saúde de qualidade e humanizada, principalmente neste momento em que o autocuidado diário é ainda mais valioso.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais comum entre as mulheres no Brasil e corresponde a 29% dos novos casos da doença ao ano. Esse também é o câncer que mais mata mulheres no mundo. A boa notícia é que as chances de cura também são altas: 95%. Por isso, a Sicredi Recife apoia e recomenda, segundo o Ministério da Saúde e o Instituto Nacional de Câncer, 5 ações para reduzir os riscos de desenvolver o câncer de mama e o de colo do útero. Confira!

 

O autoexame

O autoexame deve ser feito mensalmente, pelo menos uma vez. Em casa mesmo, na hora do banho, deitada ou na frente de um espelho, apalpe suas mamas e, caso perceba qualquer alteração suspeita, consulte um médico.

 

Alimentação saudável

Ter uma alimentação saudável e rica em frutas, legumes, verduras, cereais integrais e leguminosas, ajuda na prevenção ao câncer. Evite comer carnes processadas como presunto, salsicha, linguiça, bacon, entre outros, já que os seus conservantes podem contribuir também para o surgimento de câncer de intestino (cólon e reto).

 

Prática de exercícios físicos

Praticar atividades físicas regularmente como correr, caminhar ao ar livre, pedalar ou fazer musculação, por exemplo, diminui as chances do desenvolvimento do câncer de mama. Procure uma modalidade que você goste de fazer para que se adapte à sua rotina da melhor forma e ajude a manter um peso corporal saudável.

 

Evitar fumo e bebidas alcoólicas

Fumar causa dependência e libera no ambiente mais de 4.700 substâncias tóxicas e cancerígenas, que são inaladas por fumantes e não fumantes, sendo causa comum para diversos tipos de câncer, principalmente os de pulmão, cavidade oral, laringe, faringe e esôfago. A ingestão de bebidas alcoólicas também contribui para o risco de desenvolver o câncer. O consumo intenso dessa dupla aumenta potencialmente a chance do surgimento de diversas doenças graves.

 

Fazer exames periódicos

Mulheres entre 25 e 64 anos, devem fazer o exame preventivo do câncer do colo do útero a cada três anos, conhecido também como Papanicolau. Já para o exame clínico das mamas, a recomendação é a de que todas as mulheres a partir dos 40 anos, mesmo que não apresentem fatores de risco para o câncer de mama, façam o exame uma vez por ano. Para as que apresentam fator de risco devido ao histórico familiar, o ideal é iniciar a rotina do exame clínico das mamas a partir dos 35 anos.

No caso da mamografia, que é um exame mais específico, toda mulher, entre 50 e 69 anos, deve fazer pelo menos uma vez a cada dois anos, se não tiver histórico na família com a doença. Agende o(a) ginecologista, pelo menos, uma vez ao ano. É muito importante a realização periódica desses exames, seguindo as orientações médicas.

Gostou das dicas? Descobrir cedo qualquer problema de saúde aumenta as chances de sucesso do tratamento. Quanto antes, melhor! Lembre-se de que cuidar da sua saúde faz a diferença na sua vida. #Mulherquecooperacuida

 

Fontes:

Biblioteca Virtual em Saúde – Ministério da Saúde

INCA – Instituto Nacional de Câncer

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

Este texto possui 0 comentário(s)